“Com a Palavra, o Especialista”, Doutor Alysson Zanatta!

2

A endometriose é uma doença complexa, pois não há regra em sua manifestação. Em cada mulher ela pode se apresentar de uma maneira, por isso o tratamento é sempre personalizado. Claro, há sintomas clássicos e é sabido que a dor é a principal característica da doença, atingindo cerca de 80% das endomulheres.

Porém, não necessariamente há dor. E essa é uma das dúvidas que o doutor Alysson Zanatta responde na coluna “Com a Palavra, o Especialista”. A outra questão é excelente para acabar com um dos mitos da endometriose: a gravidez cura a doença? Sempre recebo relatos de endomulheres cujo tratamento é “engravidar”. E muitas nem parceiro têm. 

A leitora relata justamente o inverso. A não-melhora após a gravidez. Na coluna, o doutor Alysson acaba de vez com esse mito. Compartilhe os textos do A Endometriose e Eu e ajude-nos a espalhar uma nova conscientização da endometriose. Beijo carinhoso! Caroline Salazar

– Para ter endometriose precisa ter necessariamente dor? Sinto formigamento contínuo na pelve, que irradia para as pernas, sem dor, será que pode ser endometriose ou devo procurar um neurologista? Ana Paula – São Paulo – SP

Doutor Alysson Zanatta: Olá Ana Paula. Os sintomas da endometriose podem ser sutis, nem sempre com dor propriamente dita. Sua primeira avaliação pode ser com um ginecologista especializado, que buscará confirmar ou excluir o diagnóstico.

– A gravidez é tratamento para a endometriose? Tenho 40 anos, sofro com as dores da endometriose desde a adolescência, fiz uma cirurgia para a retirada de endometriose, tive duas gestações, mas não melhorei nada após as gestações. Rute Rodrigues Ferraz – Amambaí – Mato Grosso do Sul

Doutor Alysson Zanatta: Não, a gravidez não trata a endometriose. Durante a gestação, as lesões ficam “dormentes”, desinflamadas, podendo (ou não) voltarem à dor após a amamentação.

Sobre o doutor Alysson Zanatta:

Dr Alysson ZanattaGraduado e com residência médica pela Universidade Estadual de Londrina, doutor Alysson Zanatta tem especializações em uroginecologia e cirurgia vaginal pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), cirurgia laparoscópica pelo Hospital Pérola Byington de São Paulo e doutorado pela Universidade de São Paulo, USP. Suas principais áreas de atuação são a pesquisa e o tratamento da endometriose, com ênfase na cirurgia de remoção máxima da doença. Seus inter­esses são voltados para iniciativas que promovem a conscientização da população sobre a doença, como forma de tratar a doença adequadamente. É diretor da Clínica Pelvi Uroginecologia e Cirurgia Ginecológica em Brasília, no Distrito Federal, onde atende mulheres com endometriose, e ex-professor-adjunto de Ginecologia da Universidade de Brasília (UnB). (Acesse o currículo lattes do doutor Alysson Zanatta).

2 Comentários

  1. Marcella Cunha Em

    Queria que ele respondesse se mulheres com endometriose tem indicação de cesária ou podem tentar parto normal. Já ouvi relatos de endometriomas se romperem e fiquei assustada.

    • Caroline Salazar Em

      Marcela, querida! Você quer saber sobre o endometrioma ou endometriose? Me diz a cidade e o estado que você mora. Beijo carinhoso! Caroline Salazar