Publieditorial: Ansiedade e depressão te levam à compulsão alimentar?

0

Por Lucia Gennari, farmacêutica da Fagron
Edição: Caroline Salazar

Ansiedade e depressão… te levam à compulsão alimentar?

Os sintomas da endometriose afetam de forma muito significativa a qualidade de vida das pacientes. Alguns deles, como a dor pélvica frequente e a infertilidade, por exemplo, podem desencadear transtornos de ansiedade e depressão.

Segundo estudos, a gravidade da dor pélvica crônica é o principal fator pelo desenvolvimento destes transtornos. 100% das pacientes com endometriose sentem dor em algum momento da vida.

Cerca de 34% delas sofrem durante pelo menos 15 dias no mês, fator que pode causar algumas limitações na vida pessoal, social e profissional.

O estresse e a ansiedade iniciam junto com os primeiros sintomas até a confirmação do diagnóstico, que leva em média 8 anos, gerando uma sensação de impotência, aumentando o quadro depressivo.

De acordo com os últimos estudos realizados, 50% das 3.000 mulheres com endometriose que participaram, foram diagnosticadas com transtorno de ansiedade generalizada, 34% com depressão e 50% com estresse.

A exposição aguda e crônica ao estresse pode aumentar a ingestão e a compulsão por alimentos altamente calóricos chamado de “comfort foods”, termo que reflete a ideia de que a ingestão de alimentos palatáveis promove um alívio do estresse e depressão.

Porém, a ingestão excessiva desses alimentos pode promover quadros de distúrbios alimentares como ganho de peso, alterações no colesterol e glicose sanguínea.

A compulsão alimentar é caracterizada por situações em que o indivíduo consome uma quantidade de alimentos muito maior do que sua necessidade para tentar amenizar sua ansiedade.

Porém, a perda de controle faz com que sua angústia aumente mais após os episódios de compulsão.  

Alguns tratamentos com antidepressivos e ansiolíticos são indicados quando necessário e de comum acordo entre o médico e paciente, pois podem amenizar os sintomas dependendo da gravidade.  Contudo o uso prolongado pode causar dependência e efeitos colaterais.  

A Fagron disponibiliza uma solução inovadora através do Affron, um fitoterápico obtido dos estigmas de açafrão que irá equilibrar as substâncias responsáveis pela transmissão de sensações como ansiedade, estresse e depressão. 

Affron é uma alternativa natural ao tratamento com antidepressivos e ansiolíticos para reduzir a compulsão alimentar provocada por estados de ansiedade e depressão.

Converse sempre com seu médico!   

A Fagron, multinacional holandesa, está presente em mais de 30 países e é líder mundial em inovação e otimização no tratamento farmacêutico personalizado.

A Fagron é fundamentada em pesquisa e desenvolvimento científico magistral em que são consideradas as características exclusivas de cada paciente.

As informações contidas no texto não substitui a consulta médica. Todas as decisões relacionadas aos tratamentos de pacientes devem ser tomadas por profissionais autorizados.

Referências:

1. Silva, M.P.C et al., Depressão e ansiedade em mulheres com endometriose: uma revisão crítica da literatura. Interação Psicologica, Curitiba. Vol.20 nº2, 2016. GANEPI (Grupo de Apoio às Portadoras de Endometriose e Infertilidade).

2. Kell G, et al., Affron® a novel saffron extract (Crocus sativus L.) improves mood in healthy adults over 4 weeks in a double-blind, parallel, randomized, placebo-controlled clinical trial. Complement Ther Med. 2017 Aug;33:58-64.

3. Akhondzadeh BA, et al. Petal and stigma of Crocus sativus L. in the treatment of depression:A pilot double – blind randomized trial. J Med Plants. 2008;7:29–36.

Deixe seu comentário