“Com a Palavra, o Especialista”, Doutor Hélio Sato!

0

A endometriose é uma doença cercada de mitos. Um deles é em relação à infertilidade. Ter endometriose não significa “que a mulher não pode ter filhos”.  

E, quando a endomulher realiza o sonho da maternidade, ela ainda escuta alguns absurdos como: “portadora de endometriose não pode ter parto normal”.

Quem decide o tipo de parto é a mulher, e não o médico. Se a mulher quer ter parto normal, e se tiver tudo bem com ela e o bebê, qual o problema de ter parto normal?  

Logo na primeira consulta, meu obstetra e especialista disse que se eu quisesse e corresse tudo bem na gestação, eu podia ter parto normal. Mas eu não quis, pois sofri 21 anos com as dores severas e optei por uma cesárea humanizada. 

E não me arrependo, se eu tivesse outro tomaria a mesma decisão. O importante é a confiança de quem está cuidando de você, e que a decisão seja tomada pela mulher.  

Além da dúvida sobre via de parto, a coluna “Com a Palavra, o Especialista”, aborda outra questão que também gera dúvida nas gravidinhas: andar de avião.  

Deste assunto, a maior dúvida é até qual semana a gestante pode voar. Claro que tudo depende de como está a gravidez. Mas, de modo geral, há um máximo permitido.  

Compartilhe mais um texto exclusivo A Endometriose e Eu e ajude-nos a levar uma nova conscientização da endometriose. Beijo carinhoso! Caroline Salazar 

Atenção: Esta coluna existe para tirar sua dúvida e para que você vá mais informada na sua próxima consulta. Porém, ela não substitui sua consulta médica, e, em hipótese nenhuma, tratamos de casos específicos nesta seção.

– Estou gestante e quero muito parto normal. É possível para mulheres com endometriose? Tenho receio de fazer cesárea e desenvolver endometriose de parede. Cintia de Almeida – Porto Alegre/ RS 

Doutor Hélio Sato: Olá, Cintia! A presença de endometriose não interfere na decisão da via de parto, ou seja, a paciente com endometriose pode optar tanto pelo parto normal como pela cesárea. 

De fato, a paciente com endometriose pode ter chance de ter endometriose de parede, mas, se a cesárea for a via de parto indicada ou optada, pode ser procedido sem ressalvas. Pois, a endometriose de parede é uma localização mais rara de se encontrar. E, de resolução relativamente simples. 

– Tenho dúvida sobre viagem de avião para gestante. Até que mês é recomendado e seguro para a gestante, e se há alguma contraindicação? Exemplo: se tem alguma doença que impede de voar em qq época gestacional ou qualquer outra observação deste tipo – Glaucia Muniz – Rio de Janeiro – RJ

Doutor Hélio Sato: Prezada Gláucia, as restrições de voos dependem da evolução da gravidez e assim o melhor, é sempre conversar com seu obstetra sobre a situação, e o médico (a) irá considerar o tempo de gestação, o tempo de voo, o risco de trombose, o risco de enjoos e tempo de permanência em viagem.

E, também, é fundamental avaliar o risco de ter uma abertura prematura do colo ou de entrar em trabalho de parto. Mas, de modo geral, recomendam-se voos até no máximo 28 semanas de gravidez.

Sobre o doutor Hélio Sato:

Ginecologista e obstetra, Hélio Sato é especializado em endometriose, em laparoscopia e em reprodução humana. Tem graduação em Medicina, Residência Médica, Preceptoria, Mestrado e Doutorado em Ginecologia pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), e foi corresponsável do Setor de Algia Pélvica e Endometriose da mesma instituição. 
Hélio Sato tem certificado em laparoscopia pela Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e de Obstetrícia. É membro da AAGL “American Society of Gynecology Laparoscopy” e é sócio fundador da clínica de reprodução humana LABFORLIFE.

Deixe seu comentário