“Com a Palavra, o Especialista”, Doutor Hélio Sato!

0

Quando uma paciente precisa de cirurgia, uma dúvida recorrente entre as leitoras do blog é: se ela deve ser gravada ou não. Além da obrigatoriedade, a leitora quer saber a importância de sair da cirurgia com o vídeo e como fazer para obtê-lo. 

Em “Com a Palavra, o Especialista”, o doutor Hélio Sato esclarece esta questão e também tira dúvida de outra leitora que mesmo em tratamento com o dienogeste está com sangramento. Ela quer saber se é normal.

É importante a mulher diferenciar escape de sangramento, e qualquer sintoma procurar seu especialista. Quanto ao video, eu tenho os meus dois, e essa é minha garantia do que foi feito na cirurgia.

Meu conselho é sempre optar  por quem entrega não só o vídeo, mas um laudo completo de tudo que foi feito. Esses documentos são super importantes e devemos guarda-los para sempre.  

Compartilhe mais um texto exclusivo A Endometriose e Eu e ajude-nos a levar uma nova conscientização da endometriose. Beijo carinhoso! Caroline Salazar

Atenção: Esta coluna existe para tirar sua dúvida e para que você vá mais informada na sua próxima consulta. Porém, ela não substitui sua consulta médica, e, em hipótese nenhuma, tratamos de casos específicos nesta seção. 

– É obrigatório o cirurgião entregar o vídeo com a gravação da cirurgia de videolaparoscopia? Qual a importância desse vídeo e como fazer para obtê-lo? Maria das Graças – Porto Alegre, Rio Grande do Sul 

Doutor Hélio Sato: Não é obrigatório por lei fazer a gravação do vídeo da cirurgia, a importância é que o vídeo é um registro do procedimento que poderá servir de informação para outra equipe entender a situação que se encontrava e o que foi procedido e qual foi o resultado final.

E, para obtê-lo, precisa saber se a cirurgia foi gravada. Se sim, é só conversar com seu cirurgião. O ideal é falar com a equipe antes da cirurgia, pois não são todos os aparelhos que gravam.  

– Tomo dienogeste e, mesmo assim, ainda menstruo bastante. É normal? Giovana Queirós – Limeira, São Paulo

Doutor Hélio Sato: O uso de progestágenos – o dienogeste pertence à esta classe de medicação – pode levar à escapes sanguíneos, normalmente, um sangramento de pequena quantidade como do final da menstruação.

Assim, se seu sangramento for intenso com cor vermelho-vivo e recorrente sugiro procurar seu médico para reavaliação.

Sobre o doutor Hélio Sato:

Ginecologista e obstetra, Hélio Sato é especializado em endometriose, em laparoscopia e em reprodução humana. Tem graduação em Medicina, Residência Médica, Preceptoria, Mestrado e Doutorado em Ginecologia pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), e foi corresponsável do Setor de Algia Pélvica e Endometriose da mesma instituição. 
Hélio Sato tem certificado em laparoscopia pela Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e de Obstetrícia. É membro da AAGL “American Society of Gynecology Laparoscopy” e é sócio fundador da clínica de reprodução humana LABFORLIFE.

Deixe seu comentário