EndoMarcha 2018: Faltam 60 dias para a 5ª edição da Marcha Mundial, você já se inscreveu? Acesse o post e inscreva-se!

0

 

Estamos a dois meses da 5ª edição da Marcha Mundial pela Conscientização da Endometriose a ser realizada no próximo dia 24 de março, no último sábado do mês internacional de conscientização da doença.

Mais de 80 países e 14 cidades brasileiras, de 11 diferentes estados, estarão unidos neste mesmo dia para conscientizar a sociedade sobre os sintomas da endometriose e, também, para chamar atenção de nossos governantes para que a endometriose seja reconhecida como uma doença social.

É preciso urgentemente de políticas públicas efetivas para as mais de 6 milhões de brasileiras acometidas pela doença. Leia o texto “Por que precisamos lutar por políticas públicas para as endomulheres“?

Você ainda não se cadastrou? Clique aqui e faça seu cadastro. É rápido e gratuito e, com quem se cadastra, as coordenadoras da EndoMarcha entram em contato por email.  

Vamos ver quantas se mobilizarão com aquilo que temos de fato. Você quer continuar invisível para a sociedade ou quer arregaçar as mangas e ir à luta por você, por sua filha, sua futura nora, netas…

Chega de silêncio, chega de ser invisível para a sociedade. Vamos mostrar que nós existimos e que somos muitas. Até porque sentar numa cadeira e ficar mandando link achando que vai ter um tratamento pelo SUS, enquanto não se tem nada é fácil, quero ver ir à luta.

Se você mora nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte (MG), Campo Grande (MS), Brasília (DF), Curitiba, Londrina e Maringá (PR), Florianópolis (SC), Salvador e Feira de Santana (BA), Fortaleza (CE), Belém (PA) e Boa Vista (RR) e região está esperando o que para se cadastrar?

Convide seus amigos, seus familiares, conhecidos e vizinhos. Todos juntos em benefício da saúde da mulher. A união faz a força e juntas somos mais fortes!  

Se você tem uma empresa e quer patrocinar a marcha em alguma cidade, entre em contato comigo endomarch.brazil@gmail.com. Beijo carinhoso! A capitã, Caroline Salazar 

Deixe seu comentário