Março Amarelo: mês mundial de conscientização da endometriose!

0

Por Caroline Salazar
Edição: Nathalia Veras

Logo quando idealizei o A Endometriose e Eu, em abril de 2010, percebi que os Estados Unidos e muitos países da Europa têm o mês de março como Mês de Conscientização da Endometriose. Cada país tem sua semana, mas todas sempre no mês de março.

Em um ou outro texto, comecei a falar sobre o assunto timidamente, principalmente em algumas traduções. Porém, nunca imaginei que esse feito começaria a ser reproduzido por inúmeras pessoas no Brasil ganhando cada ano mais força.

Mesmo ganhando força nas mídias, eu não me conformava como ainda não tínhamos nenhum evento no mês de conscientização.

Então em 2013, fizemos o primeiro evento de conscientização no Brasil – o I Brasil na Conscientização da Endometriose – no mês de março.

Logo criado pela nossa designer, Monica Martins, especialmente para o I Brasil na Conscientização da Endometriose, realizado em 2013 na capital paulista. Essa logomarca viralizou, muita gente usa, mas acho que não sabe como surgiu

Foi no dia 30 de março, mesma data da EndoMarcha 2019, em São Paulo, no Vão Livre do MASP, na avenida Paulista, onde me reuni com algumas leitoras do blog, amigas e começamos a panfletar sobre os sintomas da doença.

O local é o mesmo onde hoje é a concentração da EndoMarcha São Paulo. Era um desejo meu popularizar por aqui o mês de conscientização em março, como já acontecia no exterior.

Mal sabia eu que no ano seguinte haveria uma marcha mundial, que eu seria eleita pelos idealizadores americanos a capitã brasileira, e que a data oficial do evento seria justamente esse último sábado do mês – quando não houver feriado religioso.

E, como no exterior, o mês de março já é conhecido há décadas para chamar atenção sobre a endometriose, óbvio que não teria outro mês mais propício para a realização da EndoMarchaMarcha Mundial pela Conscientização da Endometriose.

A primeira capa para facebook criada para o movimento Março Amarelo, criada em 2013 por Rosimery Santos

Em 2012 fizemos também a primeira capa do movimento Março Amarelo para o facebook, à esquerda, pelas mãos de minha querida colaboradora-voluntária e uma das administradoras do nosso grupo no face, Rosimery Santos. 

Seis anos depois daquele primeiro tímido encontro, nos reuniremos novamente neste 30 de março de 2019 em São Paulo, no Vão Livre do MASP, na avenida Paulista. Clique aqui e faça sua inscrição gratuitamente

Mas agora em um número bem maior. Ainda não chega nem perto do que seremos, porém já começamos a mostrar que somos muitas e merecemos a atenção das políticas públicas.

Uma em cada 10 mulheres tem endometriose. Esse dado é alarmante, principalmente para um país que tem sua população mais feminina que masculina, como o Brasil.

Estima-se que no Brasil mais de 10 milhões de mulheres tem a doença. É muita mulher, a gente não faz ideia, pois esse número pode ser muito maior que imaginamos.

Por isso a urgência do reconhecimento da endometriose como doença social e o tratamento correto e humanizado pelo SUS. Essas reinvindicações que lutamos desde 2010 também fazem parte das reivindicações da EndoMarcha Time Brasil.

Para isso precisamos nos unir. Sinto que grandes mudanças só serão concretizadas quando as endomulheres brasileiras se unirem em benefício delas mesmas. A causa é uma só, e essa causa é nossa!

Apesar de já termos conseguido algumas leis de conscientização em algumas cidades brasileiras, graças a união do A Endometriose e Eu e da EndoMarcha, a única que de fato está fazendo este papel é a de Roraima sancionada em 2016. Desde 2017 há eventos e palestras na Semana de Conscientização realizada no estado.

Em tempo, também é criação do blog  A Endometriose e Eu a campanha em português #1em10 para a campanha da EndoMarcha 2018, em março de 2018. A ideia inicial era para as placas serem usadas apenas no dia da marcha, mas quando as coloquei no blog viralizaram e a campanha ganhou quase que vida própria.

Estamos preparando nova campanha #1em10 para EndoMarcha 2019. Primeiro será uma para as redes sociais em 10 slides, e depois iremos lançar as da placa, como em 2018. Vou postar no blog para que todos tenham acesso e participe da campanha! Portanto, não use a de 2018. Aguarde!

Neste mês de março teremos alguns posts especiais em comemoração ao mês de conscientização. Afinal, meu desejo de popularizar o mês de março na Terra Tupiniquim se concretizou! Beijo carinhoso!

Deixe seu comentário